sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Recomendo!

Gente, vocês tem que conhecer o blog da Claudete, Graduada em Psicologia e Pedagogia. Pós graduada em Educação Psicomotora e Orientação Educacional. Com formação Psicanalítica. Nele encontrei textos lindos de sua própria autoria. Digo a vcs que vale a pena tirar um tempinho para conhecer e ler seus textos.




E aqui um de seus textos:


A DONA DA POLTRONA






Com expressão de sofrimento no rosto, voz chorosa está sempre a relatar uma tragédia, onde ela sempre é a personagem principal.Os relatos assemelham-se a uma tragédia grega, tantos são os detalhes, tantas são as representações.Seu sofrimento sempre é o maior de todos e, está sempre a procura de platéia.Diante da platéia, incorpora seu personagem preferido, o sofredor.Transforma o ombro do outro, no muro das lamentações, buscando a compaixão de quem esta na escuta.Frente aos seguintes comentários: “Como você suporta tanta dor,” Que cruz pesada você carrega,” “ Só você para aceitar todo este sofrimento,” você é uma artista”. Seu coração dispara de dor e de prazer, ao reconhecimento de sua labuta.A recompensa pela incorporação do papel de vítima é o seu troféu, sua gloria, seu orgasmo.Ser o foco, ser o centro, gera o prazer e contenta-se com o ganho secundário, de ser olhada com compaixão, acreditando ser esta, a forma de conquistar amor.Quantas falas, quantos ombros, quantos consolos, em vão;Todos tentam demove-la deste quadro, pontuando soluções, dando a mão para sair da poltrona de vitima.Um grupo de ajuda se forma, pois unidos será mais fácil convence-la de que, a mudança é possível.Mudança que a levará buscar alegria, prazer, realizações, e ações construtivas.O entusiasmo domina o grupo, eles crêem que ela irá mudar, irá reagir, irá abandonar o trono de vítima.Porém a dona da poltrona está viciada nas emoções da sofredora e compulsivamente busca situações, que a deixam cada vez mais atada à poltrona.Firme em seu posto continua, sentada na poltrona, com os olhos procura nova platéia para seus dramas;Em suas mãos o troféu de vítima, em seus lábios um sorriso mascarado, com a seguinte legenda: ‘ Quem disse que eu queria mudar?”
Vale a pena visitar: www.claudetedemorais.com.br

2 comentários:

Clube Sapeca disse...

Si, muito obrigada pelo carinho.
Vocês são meu pezinho de coelho. Todas minhas amigas blogueiras dão uma soooorte. Afinal, muita energia positiva junto, resulta em felicidade.
Obrigada.
Beijos.

Rita de Cassia disse...

Você pode não acreditar mas pessoas com esse tipo de comportamento não é muito difícil de encontrar.
Vou dar uma passadinha no blog da Claudete.
bj bj